Armazém3bruxas
×
 x 

Carrinho vazio

HONRE TEUS ANCESTRAIS

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Prepare-se desde já para o fim de tua roda anual, inicie neste novo alvorecer saudando todos aqueles que vieram antes de ti no agora, pois que todos fazem parte de tua vida, da tua essência. Por quê? Porque amanhã será Samhain - o fim do Ano Mágico, também conhecido como “A Noite dos Antepassados”.

Muitos resumem a hierarquia humana limitando-se a ancestralidade na família atual, mas pergunto...

Quantas famílias já tivemos em nossas infinitas passagens e quantos pais e avós já fomos?
Quantos filhos já tivemos e quantos abortos e assassinatos já cometemos?
Quantas forcas já fomos decapitados e quantas vezes fomos os próprios carrascos?
Quantas fogueiras já arderam em nossa carne e quantos irmãos fomos os delatores?
Quantas terras já aramos e quantas florestas já exterminamos?
Quantos e quantos animais já utilizamos ao nosso proveito e quantos deles já nos saborearam?
Quantas invenções já fizemos e quantas guerras favorecemos como nossas ideias?

Eis aqui a nossa ancestralidade!
Todas as energias em uma só, tudo ligado, tudo dentro de um único DNA chamado corpo etéreo.

A partir do momento em que esticamos ordenadamente esta “teia”, compreendemos a razão do poder da UNIFICAÇÃO no tocante a EVOLUÇÃO.

Eis o salto para o novo ciclo que adentra no badalar das 24h de amanhã.

Esta é reflexão que peço para que execute no dia de hoje que antecede ao Sabbat de Samhain - resplandeça em gratidão na virada ao novo e último dia do ano pagão.

O QUE FAZEMOS AQUI NO AGORA?
Resgate e cumprimento de missão delegada pelo Grande Útero Sagrado! Pois então que desacelere e realmente se sentir o TODO dentro de tua mente. Não sentir as verdades que só a ti pertence, fará com que continue o "novo girar da roda" em realização sem nenhuma razão.

Que venha a reflexão verdadeira para que possas deixar ir às lamentações e pare de viver em utopias posicionadas como injustiçada (o). Aproveite o momento para voltar sim, ao passado vivido no agora, reconhecendo a família terrena ancestral independente de ser boa ou ruim. Reconheça cada ser como parte de seu sobrenome, pois que é fato! Existiu e faz parte direta ou indiretamente de tua história.

Reconhecer é aceitar, é olhar nos olhos e dizer... Eu te reconheço e honro a oportunidade deste reencontro, pois existimos e seguimos. O que acontece com tal ato? Fechamento de ciclo!

O mesmo se dá para aqueles que não sabemos, mas que existem no plano astral. Estão ligados a nossa energia, estão alinhados neste mundo material à espera do acender de seus candeeiros - Não os enxergamos, mas existem! Se em negativo forem suas vibrações, óbvio que repercute em todo o lastro deixado no terreno de sua existência, dificultando a escalada da tua ascensão.

AGORA QUE SABE O CAMINHO, SAIA DA TORPES DA DESCONSTRUÇÃO?

HONRAR É PRECISO SIM!

Honre aos que já morreram nas batalhas sangrentas por apenas quererem a simplicidade da vida: a alegria do dia e a calmaria da noite;
Honre aos que já morreram pelo ódio, aos que foram feridos pela crença e por medo alimentado, se contorceram desencadeados sobre aqueles vistos como diferentes;
Honre aos que já morreram pelo poder dos Quatro Elementos: a força arrebatadora da Terra;
Honre teus ancestrais africanos, porque foram eles que desenvolveram toda a sabedoria que através das areias movediças do tempo te coloca hoje em terra firme;
Honre as crianças abortadas que apenas provaram do útero e desconheceram a face e o colo de suas mães. Viram seus ciclos serem bruscamente interrompidos por escolhas dos que vivem somente pela razão egoísta;
Honre aos animais extintos! Seres abençoados de asas e cascos, que vagaram pelas florestas antigas e ainda hoje permanecem abençoando as novas espécies;
Honre aos irmãos guerreiros que em bravura defenderam seus condados. Com ou sem coroas, imantados na coragem, na integridade, sabedoria, inteligência, bondade e compaixão, entrega no agora uma biblioteca cheia de histórias de tua própria existência.

HONRAR O PASSADO DO QUE SABE E DO QUE NÃO SABE É ...

Desvestir-se dos vícios humanos, se preparar para a nova seara de luz, dentro da capacidade em força e poder repleta de infinitas possibilidades para que possas inovar, amar, se equilibrar e sobreviver navegando em todos os oceanos, desbravando os horizontes que só a ti pertence.

Bênçãos Plenas

Simone Gomes Pedrolli

Toda a “Vida” procede da Luz, e a Luz se origina da consciência.
Desejo que as sementes aqui lançadas sejam o semear de um novo jardim colorido e UNO!
Bençãos Plenas

×

TOP